menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

28ª Feira do Livro busca valorizar talentos locais
16/07/2013 07:30 atualizada em 16/07/2013 07:32

A valorização dos talentos bento-gonçalvenses é uma das propostas da atual administração. Com a Feira do Livro, não poderia ser diferente. A 28ª edição do evento, que será realizada entre os dias 11 e 22 de setembro, na Via del Vino, busca difundir nomes e obras de escritores, artistas e poetas do município. Além de uma banca dedicada apenas aos talentos locais, o patrono será o escritor bento-gonçalvense Remy Valduga. "Nosso objetivo é valorizar os talentos artísticos e culturais de nosso município", destaca o secretário de Cultura, Jovino Nolasco de Souza.

O secretário explica que a troca de local se deu por diversos motivos, entre eles o alto custo de montagem da estrutura na Praça Centenário. Além disso, os desníveis do terreno e características da praça, como a umidade, prejudicam a realização no local. "Houve solicitação dos livreiros para que a praça retornasse ao local anterior, na rua Marechal Floriano. Mas mantendo-se o critério de não obstruir ruas, optamos pela Via del Vino", destaca.Com o tema "O livro é o caminho", a Feira contará com 18 bancas de livreiros e palco para apresentações artísticas e culturais. Também haverá uma banca exclusiva com livros técnicos e científicos par atender à demanda dos alunos universitários e aos profissionais de diferentes áreas. O escritor homenageado será Armindo Trevisan.

Outra novidade para a edição deste ano é o apoio do SESC como organizador e promotor do evento. "Devemos festejar o retorno do SESC a feira do livro de Bento Gonçalves, pois irá engrandecer e valorizar nossa Feira, tendo em vista a expertise que a entidade adquiriu neste tipo de evento", destaca o prefeito Guilherme Pasin. De acordo com o prefeito, entidades como Centro de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindilojas e Viva Bento foram consultadas sobre a troca de local e aprovaram a iniciativa. Eles também se comprometeram em motivar seus associados para divulgar o evento em seus estabelecimentos, como mais uma forma de valorizar a importância da leitura.

        O patrono

        Remy Valduga tem 73 anos é natural da linha Ceará, no Vale dos Vinhedos e é conhecido pela forma em que retrata episódios históricos que enaltecem a imigração italiana. Seu primeiro livro, O caçador de caramujos, foi publicado em 1985. No ano seguinte publicou História de Catarina. Em 1989 publicou seu primeiro livro de contos,  Piereto, um fenômeno, com sete histórias. Em 1994 foi lançado Os brincos de Dona Irene, também de contos. Em 2005 foi a vez de Sonho de um Imigrante, que faz um resgate histórico da saga das primeiras famílias que fundaram o município. A obra foi traduzida para o italiano e publicada na cidade de Rovereto, na Itália, em 2007. Sua publicação mais recente é  O tempo e o espelho, de 2010. O livro reúne crônicas que fazem um resgate histórico inspirado na tradição oral.

        Escritor homenageado

        Natural de Santa Maria, Armindo Trevisan, é considerado um dos maiores poetas gaúchos contemporâneos. Autor de mais de 15 livros, foi agraciado com diversas premiações em toda a sua carreira e teve obras traduzidas em várias línguas, especialmente alemão, italiano, espanhol e inglês. Em 1964, recebeu o Prêmio Nacional de Poesia Gonçalves Dias, da União Brasileira de Escritores, pela obra A Surpresa do Ser. Em 1972, ganhou o Prêmio Nacional de Brasília, para poesia inédita, pelo original O Abajur e o Píndaro. Em 1997, com o livro A Dança do Fogo recebeu o prêmio APLUB (Associação dos Profissionais Liberais Universitários Brasileiros) de Literatura. Pelo conjunto de sua obra e pelo lançamento do livro O Rosto de Cristo - a Formação do Imaginário e da Arte Cristã, foi também o vencedor do Prêmio Fato Literário em 2004. Sua poesia, muitas vezes, assume um tom clássico, com uso de um vocabulário culto e incomum, porém de forma muito contemporânea. O amor é tema frequente em suas obras, participando deles frequentemente a figura de Deus.

 

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura

ÁUDIOS