menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Detentas do regime fechado estão auxiliando na confecção de máscaras
15/04/2020 14:37 atualizada em 15/04/2020 16:22

Cinco detentas do regime fechado da Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves estão auxiliando na força tarefa instituída pela Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves através da parceria da Coordenadoria da Mulher e Secretaria Municipal de Esportes e Desenvolvimento Social – SEDES para confecção de máscaras de proteção.

 

A confecção se dará em dois momentos. A primeira etapa da confecção será feita com material doado pelo Conselho da Comunidade na Execução Penal da Comarca de Bento Gonçalves e pela sociedade civil, e as máscaras serão distribuídas para a população em vulnerabilidade social; a segunda etapa consiste em confeccionar máscaras com tecido filtrante exclusivo para a área de segurança e de saúde, que será fornecido pela SUSEPE.

 

Desde janeiro, o Conselho da Comunidade vem articulando a instalação de uma oficina de costura no interior da penitenciária. Diante da situação do COVID – 19, o planejamento foi antecipado. O Conselho ressalta que só foi possível a concretização desta oficina face à doação de três máquinas de costura por uma empresária, com intermediação do Juiz da VEC Regional Dr. Nilton Filomena, e de três máquinas que o Conselho da Comunidade obteve junto à SUSEPE, bem como materiais recebidos em doação (linha e elástico) e adquiridos pelo Conselho da Comunidade - TNT.

 

Com a colaboração da Administração Prisional, de servidores da segurança e dos próprios detentos, foi adequado um espaço, no interior da Penitenciária, de acordo com as recomendações da ANVISA, isto é, as normas de higienização, ventilação e segurança estão sendo observadas. O trabalho é coordenado pela Assistente Social da SUSEPE Jaqueline Vicensi, em parceria com duas voluntárias do Grupo Universal dos Presídios.

 

O Conselho da Comunidade entende que o trabalho laboral é de extrema importância para as detentas, neste momento, confeccionando as máscaras, pois, além da solidariedade, estão tendo a oportunidade de aprender um ofício, haja vista que atuam em todos os setores que envolvem a confecção: corte, costura e acabamentos.

 

De acordo com a Presidente do Conselho e coordenadora da Coordenadoria da Mulher, Regina Zanetti, “após este período de pandemia, a oficina irá permanecer atuando, com probabilidade de ampliação desta para confecção, inclusive, de uniformes para as demais Penitenciarias do RS e outros artigos que gerem renda para os reeducandos”, destaca.

 

Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Divulgação/Coordenadoria da Mulher/SEDES

BANCO DE IMAGENS