menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Procon orienta sobre Compras de Natal
19/12/2018 14:55

Com a chegada do Natal, aumenta a procura por presentes. O Procon divulga algumas orientações aos consumidores na hora de realizar a compra.


De acordo com a coordenadora, Karen Battaglia, "é importante que o consumidor realize pesquisa de preços, a qual deverá ser feita com antecedência, não deixando para a última hora, já que existem muitos produtos ofertados no comércio".


Sobre a política de troca do estabelecimento, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, se o produto estiver em perfeitas condições, não há necessidade de troca e a escolha fica por conta do próprio lojista. Mas, se o produto apresentar algum defeito, as regras serão diferentes. Uma dica é sempre perguntar ao estabelecimento, se o mesmo faz a troca do produto, e caso faça, é importante questionar o prazo de troca estabelecido.


Para o consumidor que realiza compras na internet, o Código de Defesa do Consumidor garante o direito de arrependimento, dentro do prazo de sete dias do recebimento da encomenda. Já que o consumidor não teve acesso ao produto no ato da compra, ele pode renunciar do negócio. Quem também não receber a mercadoria na data de entrega prometida, poderá requerer a devolução do dinheiro.


O Procon orienta a ficar atento à reputação do site e aos comentários deixados pelos consumidores sobre os produtos. Faça a pesquisa sobre o site, para prevenir possíveis problemas, verifique se o site apresenta dados da empresa como CNPJ, endereço físico, razão social e pelo menos três contatos telefônicos. Também são indicadores úteis, o site possuir um canal de atendimento ao consumidor, via fone 0800, chat de reclamações, sugestões e elogios, além de um serviço de atendimento ao consumidor no pós venda.


Sobre os produtos que apresentarem defeitos, o prazo previsto é de 30 dias para a efetuação da reclamação de produtos não duráveis (alimentícios), e 90 dias para itens duráveis, contados a partir da constatação do problema. Importante que o consumidor guarde sempre a nota fiscal, o recibo da compra, documentos que identificam o estabelecimento, dados do fabricante e do produto.

 

Assessoria de Comunicação Social