menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

Agência de Notícias > notícia

Agência de Notícias

Proposta de Bento Gonçalves para construção do Presídio é incluída no Plano Estadual de Segurança
01/07/2016 09:21 atualizada em 22/07/2016 14:21

Na manhã desta quinta-feira, 30, o Prefeito Guilherme Pasin participou do lançamento da segunda fase do Plano Estadual de Segurança Pública, no Palácio Piratini. Na ocasião, foram anunciadas medidas para conter a criminalidade no Estado. Entre elas, a nomeação, até 2017, de dois mil concursados, da Brigada Militar (BM) e 661 da Polícia Civil (PC). Além da medida indicada pela administração Municipal, que permite a permuta de imóveis inservíveis do Estado para a construção do presídio.

 

O plano representa R$ 166,9 milhões em novos investimentos na Segurança Pública até o início de 2018. Além da ampliação do efetivo, o pacote inclui pagamento de horas extras e diárias, concursos para a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e o Instituto Geral de Perícias (IGP), investimentos no reaparelhamento dos órgãos de segurança e a reestruturação do sistema penitenciário.

 

O Prefeito Guilherme Pasin destacou a importância da aprovação do projeto apresentado por Bento Gonçalves para construção do Presídio. “Estamos otimistas pelo projeto ter sido incluído no Plano, pois a aprovação de nossa proposta pelo Estado é mais um sinal de que finalmente daremos início as negociações. Estamos propondo uma solução sem ônus, precisamos agora que sejam avaliados quais destes imóveis poderão ser disponibilizados para que se possa compor uma proposta de construção definitiva", salienta.

 

Em abril de 2015, a administração Municipal entregou para Susepe, um levantamento patrimonial com a relação de 46 imóveis pertencentes ao Estado e que estão localizados no município para que sejam avaliados a fim de serem incluídos na negociação com vistas à construção do novo presídio.

 

Durante o encontro o Prefeito, acompanhado do Presidente do CIC, Laudir Piccoli entregou ao Governador José Ivo Sartori um oficio solicitando o aporte de novos policiais para atuarem no Município, além da agilização do processo do presídio regional. “Estamos buscando a tranquilidade para nossa cidade e não vamos medir esforços para isso”, destaca.

 

De 2013 até agora, a prefeitura investiu cerca de R$ 7.868.544 em segurança pública. O valor é destinado à compra e instalação de câmeras de vídeo monitoramento, iluminação pública, ao Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro), ao Fundo de Reaparelhamento do Corpo de Bombeiros (Fumrebom) e despesas com efetivo. Além do Policiamento Comunitário, que conta com 8 núcleos da Brigada Militar e um da Polícia Civil, e que conta com a destinação mensalde recursos para auxílio moradia, que totalizam R$ 300 mil por ano. Outro investimento feito pela prefeitura é a cedência de funcionários. Atualmente 26 servidores estão cedidos à órgãos de segurança, o que representa um custo anual de R$ 670 mil.

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura

Foto: Emanuele Nicola