menu
ALT + 1
conteúdo
ALT + 2
home
ALT + 3
pesquisar
ALT + 4

contraste

texto

Início do conteúdo

> Praça Vico Barbieiri

Praça Vico Barbieiri






Praça Vico Barbieri



Rua Júlio de Castilhos, entre as ruas 13 de Maio e Horácio Mônaco



Breve história da Praça

 

Os projetos da praça Vico Barbieri iniciaram de 1965 a 1967. A praça foi inaugurada durante a administração do prefeito Milton Rosa. A arquiteta responsável pelo projeto da praça foi Dione Schneider. A obra foi administrada pela Secretaria de Estado dos Negócios das Obras Públicas do Rio Grande do Sul.

 

Na mesma data da 1ª Fenavinho, em 1967, aconteceu o lançamento do Hino de Bento Gonçalves, o qual fazia alusão as três cascatas contidas na praça.

 

Em 26/06/1956 a Lei de nº 340 da Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves determinou que a Praça então denominada Floriano Peixoto seria alterada para Doutor Vico Barbieri, em homenagem ao médico que atuava com o doutor Bartolomeu Tacchini no Hospital Tacchini. Nesta época o prefeito era José Mário Mônaco.

 

No ano de 2000 houve uma intervenção na praça feita pela arquiteta Luciana Fetter. Em 2012 a intervenção na praça foi realizada pelas arquitetas do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano - IPURB de Bento Gonçalves Isabel Fillipon e Luciana Cristina Mello da Silva.

 

 

 

Sobre o Dr. Ludovico Barbieri

 

Esta praça é uma homenagem ao Dr. Ludovico Barbieri, médico natural de Módena – Itália, que chegou em Bento Gonçalves em 14/02/1912. O Dr. Ludovico exerceu a profissão junto com o Dr. Bartholomeu Tacchini, e na sua ausência muitas vezes o substituiu.

 

Em 1918 Dr. Ludovico deu prova da sua grandiosidade como profissional da saúde pública enfrentando a epidemia de gripe espanhola. Na oportunidade estava sendo construído o ramal da viação férrea inaugurado em 1919. A  grande maioria dos funcionários foram atingidos pela gripe espanhola – influenza. O Dr. Vico, sem remuneração, buscou com desprendimento e dedicação aliviar as dores dos enfermos e recebeu como mérito o reconhecimento do povo na homenagem de ter seu nome imortalizado através da mais bela Praça da Capital Brasileira do Vinho.

 

Fonte: Historiadora Assunta De Paris - Arquivo Histórico da Prefeitura de Bento Gonçalves